terça-feira, 26 de março de 2013

LUIZA GOIANAPOLIS BOLLYWOOD E A HISTÓRIA COMPLETA DO HAPPY HOLI,O FESTIVAL DE CORES DA ÍNDIA.EM INGLÊS E PORTUGUÊS (LUIZA Goianápolis BOLLYWOOD FULL STORY AND HAPPY HOLI, THE FESTIVAL OF COLORS OF INDIA. IN ENGLISH AND PORTUGUESE )+Holi Audio Songs http://musicmazaa.com/+ film +goodlightscraps.com/ + videos Happy Holi


Listen to Holi Audio Songs at MusicMazaa.com Holi Audio Songs 1-Aadapillaloo 2-Chamak Chama 3-Life Is Beautiful 4-Chintamani 5-Nee Manasu 6-O Cheliya 7-Ounani 8-Priyatama Holi (filme) Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre Para o festival indiano, consulte Holi. Holi Dirigido por Ketan Mehta Produzido por Pradeep Uppoor Escrito por Mahesh Elkunchwar (Play & roteiro) Ketan Mehta Estrelado por Aamir Khan Om Puri Naseeruddin Shah Ashutosh Gowariker Raj Zutshi Música por Rajat Dholakia Cinematografia Jehangir Choudhary Edição por Subhash Sehgal Data de lançamento (s) 1984 Duração 120 minutos País Índia Hindi Holi é um filme indiano 1984, dirigido por Ketan Mehta, cujo trabalho socialmente consciente tem sido comparado ao diretor americano Spike Lee. [1] Ele é baseado no jogo homônimo de Marathi escritor, Mahesh Elkunchwar. [2] O filme estrelado por Aamir Khan, Ashutosh Gowariker, Om Puri, Shreeram Lagoo, Deepti Naval e Shah Naseeruddin. Conteúdo [hide] 1 Sumário do lote 2 Informações de Produção 3 Elenco 4 Prêmios 5 Referências 6 Ligações externas [Editar] Sumário do lote Em um colégio típico em uma cidade indiana típica, os meninos albergue Madan Sharma (Aamir Khan) e seus amigos, incluindo Ranjeet Prakash (Ashutosh Gowariker) são muito barulhento e incômodo. Mas em um dia, quando Madan e seus amigos encontrar lá fora, não vai ser um feriado para eles no dia do Holi, o festival das cores, os meninos decidem não assistir às aulas. A pousada superintendente Professor Singh (Naseeruddin Shah), o professor apenas com alguns links com os alunos, relógios com apreensão a sua inquietação crescente. Um anúncio de um novo adiamento de exames aumenta a amargura. Uma luta irrompe do nada entre principal Phande sobrinho (Om Puri) e outro estudante; sobrinho do diretor está machucado eo outro menino é prontamente rusticada. Isto é visto como uma punição drástica, ea notícia se espalha como fogo a todos os alunos do colégio. Resistência é organizado na biblioteca, no laboratório, na sala de aula e os jardins da faculdade como o rebelde estudantes contra o principal. [Editar] Informações de produção Holi foi filmado principalmente no campus do Instituto de Cinema e Televisão de Portugal (FTII), Pune. O icônico FTII figueira tinha acabado de cair e Ketan Mehta, que havia estudado na FTII, improvisado e picturized uma música com os personagens principais no canto árvore sobre a queda de um 'sistema' simbólico. Este filme foi uma parte do projeto de estudante. [Editar] Elenco Aamir Khan Ashutosh Gowariker Om Puri Shreeram Lagoo Deepti Naval Naseeruddin Shah Paresh Rawal Mohan Gokhale Raj Zutshi Dina Pathak Kitu Gidwani Himanshu Trivedi [Editar] Prêmios 1985: Prêmio Nacional de Cinema de Melhor Fotografia: Jehangir Choudhary [3] [Editar] Referências ^ Visão New York Times. ^ Holi (1984) - Movie Review New York Times, 08 de abril de 1985. ^ Prêmios imdb.com. Este artigo é sobre o festival hindu. Para a cantora japonesa também conhecido como Holi, ver Akiko Kobayashi (cantor). "Basanta Utsav" redireciona aqui. Para o filme, veja Basanta Utsav (filme). Holi Festival das Cores Senhor Krishna tocando Holi com Radha e outras gopis Observado pelos hindus, principalmente na Índia, Nepal Começa Phalgun Purnima ou Pooranmashi (Lua Cheia) Data Fevereiro-Março 2012 data de 8 de março 2013 data de 27 março 2014 data 17 mar Celebrações 3 - 16 dias Observâncias do novo yersey Um artigo relacionado com Hinduismo História Hindu Divindades [show] Escrituras [show] Práticas [show] Filósofos [show] Outros tópicos [mostrar]  Hinduísmo portal  Hindu portal Mitologia v t e Holi (Hindi: होली, Nepali: होली, Punjabi: ਹੋਲੀ Sindi: هولي) é um festival de primavera religiosa celebrada pelos hindus como um festival de cores. É principalmente observada na Índia e no Nepal. Observa-se também pela minoria hindus em Bangladesh e no Paquistão, bem como em países com populações grandes indianos da diáspora seguintes hinduísmo, como Suriname, Malásia, Guiana, África do Sul, Trinidad e Tobago, Reino Unido, Estados Unidos, Ilhas Maurício, e Fiji. Holi é também conhecido como Phagwah (Assamese: ফাকুৱা), Festival das Cores, ou Doḷajātra (Oriya: ଦୋଳଯାତ୍ରା) em Odisha, e como Dol Jatra (bengali: দোলযাত্রা) ou Basantotsav ("Festival da Primavera") (bengali: বসন্তোৎসব) em West Bengala e Assam. Holi é de particular importância na região Braj, que inclui locais tradicionalmente ligados ao Senhor Krishna:. Mathura, Vrindavan, Nandagaon, e Barsana, que se tornam destinos turísticos durante a temporada de Holi [1] Conforme o calendário hindu, Holi é comemorado no Purnima Phalgun que vem em fevereiro ou março no calendário gregoriano. Conteúdo [hide] 1 Significado 2 Descrição 3 Rituais 3,1 Tempo Ritual 3,2 Holika Ritual Dahan 3.3 Em sânscrito Dramas 4 rituais e celebrações regionais 4,1 Índia 4,2 indiano diáspora 4,3 Nepal 4,4 Trinidad e Tobago 4,5 Guiana 5 Holi Tradicional 6 questões modernos 6,1 corantes sintéticos 6.2 Impacto Ambiental 7 Influência sobre outras culturas 8 Veja também 9 Referências 10 Ligações externas Significado A palavra Holi originado de "Holika", irmã de Hiranyakasipu. O festival de Holi é comemorado por causa de uma história na religião hindu antiga. Em Vaishnavism, Hiranyakasipu é o grande rei dos demônios, e ele tinha sido concedido um benefício por Brahma, o que tornava quase impossível para ele ser morto. O benefício foi devido à sua longa penitência, depois que ele havia exigido que ele não fosse morto "durante o dia ou noite; dentro de casa ou fora, não na terra ou no céu, nem por um homem, nem um animal, nem por astra nem por shastra ". Por isso, ele cresceu arrogante e atacou os Céus ea Terra. Ele exigiu que as pessoas param de deuses adorando e começar a louvar respeitosamente a ele. Hiranyakasipu, no colo, ser morto por Narasimha, uma encarnação de Vishnu De acordo com essa crença, o filho de Hiranyakasipu, Prahlada, era um devoto de Vishnu. Apesar de várias ameaças de Hiranyakasipu, Prahlada continuou oferecendo orações a Vishnu. Ele foi envenenado por Hiranyakasipu, mas o veneno se virou para o néctar em sua boca. Ele foi condenado a ser pisoteado por elefantes ainda permaneceu ileso. Ele foi colocado em uma sala com fome, cobras venenosas e sobreviveu. Todas as tentativas de Hiranyakasipu para matar seu filho falhou. Por fim, ele ordenou Prahlada jovem para se sentar em uma pira no colo de Holika, irmã de Hiranyakasipu demônio, que também não podia morrer, porque ela tinha uma benção impedindo-a de ser queimado pelo fogo. Prahlada prontamente aceito ordens de seu pai, e orou ao Senhor Vishnu para mantê-lo seguro. Quando o fogo começou, todo mundo assistiu com espanto como Holika queimado até a morte, enquanto Prahlada sobreviveu ileso. A salvação de Prahlada e queima de Holika é comemorado como Holi. Em Mathura, onde Krishna cresceu, o festival é comemorado por 16 dias (até Rangpanchmi) em comemoração ao amor divino de Radha por Krishna. As festividades inaugurar oficialmente na primavera, a estação célebre de amor. Descrição Radha e Gopis comemorando Holi, com acompanhamento de instrumentos musicais Todos os anos, milhares de hindus participam do festival de Holi. O festival tem muitas finalidades. Em primeiro lugar, ele celebra o início da nova temporada, a primavera. Originalmente, era um festival que comemorava boas colheitas e as terras férteis. Os hindus acreditam que é um tempo de desfrutar de cores abundantes primavera e dizendo adeus ao inverno. Ele também tem uma finalidade religiosa, comemorando os acontecimentos presentes na mitologia hindu. Embora seja o feriado religioso pelo menos, é provavelmente um dos mais emocionantes de existência. Durante o evento, os participantes realizar uma fogueira, jogar pó colorido para o outro, e celebrar descontroladamente. Rangapanchami ocorre alguns dias depois em um Panchami (quinto dia da lua cheia), marcando o fim das festividades envolvendo cores. O dia principal, Holi, também conhecido como Dhuli em sânscrito, ou Dhulheti, Dhulandi ou Dhulendi, é celebrado por pessoas jogando pó perfumado e perfume para o outro. Fogueiras são acesas na véspera do festival, também conhecido como Holika Dahan (queima de Holika) ou Holi Chhoti (pouco Holi), após o que as orações Holika Dahan são ditas e louvor é oferecido. As fogueiras são acesas em memória da fuga milagrosa que Prahlad jovem realizado quando Demoness Holika, irmã de Hiranyakasipu, levou-o para o fogo. Holika foi queimado, mas Prahlad, um devoto fiel de deus Vishnu, escapou sem ferimentos devido a sua devoção. Como Holika Dahan, Kama Dahanam é comemorado no sul da Índia. Holi é comemorado no final da temporada de inverno no dia última lua cheia do mês lunar Phalguna (Fevereiro / Março), (Phalgun Purnima), que geralmente cai na parte final de fevereiro ou março. Em 2009, Holi ('Dhulandi') foi em 11 de março e Dahan Holika foi em 10 de março. Em 2010, Holi foi em 01 de março e Dahan Holika foi em 28 de fevereiro. Em 2011, Holi foi em 20 de março e Holika Dahan foi em 19 de março. Em 2012, Holi foi em 8 de março. Na maioria das áreas, Holi dura cerca de dois dias. Holi diminui (mas não remove completamente) o rigor das normas sociais, que inclui diferenças entre sexo, idade, status, e de casta. Juntos, os ricos e pobres, homens e mulheres, desfrutar de cada outras presença neste dia. Ninguém espera que um comportamento educado, como resultado, a atmosfera está repleta de diversão, emoção e alegria. Embora tenha havido referências em textos sânscritos para festivais semelhantes, como Ratnavali onde as pessoas pulverizado águas coloridas com seringas de bambu, a origem do moderno festival Holi tem sido atribuído à Bengala antiga. Foi um festival Gaudiya Vaishnava, de acordo com Vaishnaviya Tantra. As pessoas iam para os templos de Krishna, aplicado cor vermelha para o ícone e, em seguida distribuiu o pó de cor vermelha ou Abir junto com malpua prasad a família e amigos. Vermelho significa a cor da paixão e do Senhor Krishna é o rei dos desejos. O ritual significava que todos os nossos desejos devem ser desviados para a realização de Krishna e para o bem estar da sociedade. Em algumas culturas, porém, o ritual de queima de madeira e folhas em noite de lua cheia já existia. Este ritual era para significar o fim do inverno eo advento cheia da primavera. Madeira velha e folhas que caíram foram queimados para significar que era hora de novas folhas e flores. As pessoas então manchada seus corpos com cinzas. Mais tarde, porém, a história de Holika Dahan tornou-se associado com este ritual.
Holi Scraps holi animated scraps, graphics Get More Beautiful Scraps for Orkut
Rituais Tempo Ritual Holi fogo na frente do Templo Jagdish em Udaipur-2010 Dharma Sindhu e Nirnaya Sindhu, textos sânscritos de rituais festivos e shastras dharma diz, Manhã de holi deve ser gasto com alegria, jogando com vacas e bezerros e Holika Dahan deve ser realizada após noite. Tendo construído uma plataforma santificado com 'Go Maya "(esterco de vaca) deve-se organizar uma pilha de varas com Agni e executar Puja Holika com o' Sankalpa 'e' Aavaahana 'de" Sakutumbasya mama Dhundhaa Rakshasi preetyartham tatpeedaa parihaa-raartham Holikaa pujanam karishye / --- Asmaadbhirbhayasantrastaih krutaatwam Holikeyatah, Atastwaam Pujayishyaami bhutabhuti pradaabhava "(Significado: Como estavam com medo de você Holika Devi buscamos sua compaixão e, portanto, estão recorrendo a shodashopachaaraas para você se amavelmente nos mostrar destemor e prosperidade!.!). Os Mantras abordando Holika estado Devi que os dez dias de Panchami e Purnima são bastante propícias e durante estes dias, mesmo roubando de 'Indhana' ou lenha ignorado para celebrar Fogo Holi no Dia Purnima quando jogando de manchas de água, em outros rostos com cores e usando de linguagem indecente etc, são ignorados como gestos de amizade especialmente com os vizinhos e círculos de amizade, não seria cantar em grupo, danças e exravaganza de alegria durante todo o dia e noite. Isto é como o Holika Raakshasi ficaria satisfeito. Na manhã seguinte, um Chandaala é tocada antes de tomar banho e após a realização de nitya karmaas, Holika Devi é saudado e assumir os deveres próprios de modo que o próximo ano seria desprovida de doenças, dificuldades e problemas mentais. Holika Ritual Dahan Holika Chiti deve ser acesa por um Kshatriya ou um rei após Punya Snana / Banho no rio seguido por Swastivaachan & Doações para Brâmanes e meio poor.In ou fora da aldeia, ele deve cremar Chiti Holika Demônio feitas de esterco de vaca e bolos lenha do sacrifício com a seguinte shloka, Asruk Pabhaya samthrasthai: Krutha thvam HOLI Baalishai: | Atha: Tvaam Poojayishyaami BHOOTAY Bhoothipradho Bhava | | Mais tarde, ele deve extinguir o Chithi queimado (cremado madeiras e bolos esterco de vaca) com ghee ou milk.Then ele deveria doar cocos e fruits.People gauva deve circundar três vezes o queimada chiti de pessoas Holika demon.Later devem dançar, cantar e tocar instrumentos em tom alto durante toda a noite para agradar e um Holika.Thus FRESCO deve passar a noite com alegria durante holi ou Holika. Sloka para adorar o pós ASH (cinzas coloridos de esterco de vaca e lenha) de Holika Bhoomi é, "Vandhitaasi Surendrena Brahmana Shankaraena Cha | | Athastvam Pahi não devi Bhoothay bhoothipradho bhava | | Dramas em sânscrito A mais antiga referência textual para a celebração de Holi é encontrado no sétimo século sânscrito drama, Ratnavali [2] Certamente existem rituais perenes ligados a Holi:. O primeiro é manchas de pó colorido umas sobre as outras, e jogando água colorida e perfumada em de cada vez. No primeiro dia do festival, os hindus participar de uma fogueira pública. Antes do evento, os homens se preparar para este coletando madeira extra. O próprio fogo é aceso perto da meia-noite, quando a lua nasce. O costume principal de Holi é a utilização dos pós coloridos e água em outros. É por isso que Holi é dado o nome de "Festival das Cores". Rituais e festas regionais Índia Gujarat A celebração Holi tem suas origens celebrativa em Gujarat, particularmente com dança, música, comida, e pó de cor para oferecer um paralelo primavera de Navratri, hindu de Gujarat festa celebrada no outono. Caindo no dia de lua cheia do mês de Phalguna, Holi é um festival hindu importante e marca a campanha agrícola da safra Rabi. Uma fogueira é acesa nas principais praças das aldeias e colônias. As pessoas se reúnem em volta da fogueira e comemorar o evento com canto e dança, que é o símbolo da vitória do bem sobre o mal. Tribais de Gujarat celebrar Holi com grande entusiasmo e também dançar ao redor do fogo. No oeste da Índia, Ahmedabad, em Gujarat, um pote de leitelho é pendurada no alto das ruas e meninos tentar alcançá-lo e quebrá-lo, fazendo pirâmides humanas. As meninas tentam detê-los jogando água colorida sobre eles para comemorar as brincadeiras de meninos Krishna e pastor para roubar manteiga e 'gopis ao tentar parar as meninas. O menino que finalmente consegue quebrar o pote é coroado o Rei Holi. Depois, os homens, que são agora os homens muito coloridos, sair em uma grande procissão de "alerta" pessoas de aparência possível a Krishna para roubar manteiga de suas casas. Em alguns lugares, há um costume nas famílias indivisas hindus que as mulheres das famílias bater seu irmão-de-lei com o sári enrolado em uma corda em uma raiva simulada como eles tentam banhar-los com as cores, e por sua vez , os irmãos-de-lei trazer doces para ela à noite. [3] Uttar Pradesh Veja também: Lath mar Holi "Festa da Primavera por Krishna e Radha", miniatura do século 18; no Museu Guimet, em Paris Barsana é o local para estar no momento da Holi. Aqui o famoso Lath mar Holi é jogado no composto alastrando do Rani Radha templo. Milhares se reúnem para testemunhar a Lath Mar holi quando as mulheres bater em homens com paus como aqueles à margem tornaram histérica, cantar canções Holi e gritar Sri Radhey ou Sri Krishna. As músicas de Holi Braj Mandal são cantadas em puro Braj Bhasha. Holi jogado em Barsana é único no sentido de que aqui os homens as mulheres atrás de acabar com varas. Os machos também cantam músicas provocantes em uma tentativa de chamar a atenção das mulheres. Mulheres em seguida, ir para a ofensiva e usar varas longas chamadas lathis a bater os homens folclórica que se protegem com escudos. Em Mathura, o local de nascimento do Senhor Krishna, e em Vrindavan este dia é comemorado com puja especial eo tradicional costume de adorar o Senhor Krishna, aqui o festival tem a duração de 16 dias. [1] Em toda a região Braj e seus lugares próximos como Hathras , Aligarh, Agra a Holi é comemorado em mais ou menos mesma forma como em Mathura, Vrindavan e Barsana. Em Kanpur Holi dura 7 dias, com cor e uma grande feira chamado Ganga Mela Mela ou o Holi que foi iniciado por combatentes da liberdade que libertaram Kanpur do domínio britânico após a Primeira Guerra da Independência indiana em 1857 sob a liderança de Nana Saheb. Nana Saheb havia declarado Índia livre do domínio britânico em 17 de junho de 1857, Kanpur. Sua liderança declaração a uma série de acidentes e centenas de combatentes da liberdade perderam a vida nessa luta. Desde então, as pessoas começaram a esta Mela Ganga onde jogam Holi em vários Ghats ao longo das margens do rio Ganges em Kanpur. Este Mela Ganga que foi jogado há mais de 150 anos retrata o Tehzeeb Ganga-Jamuni ou a Unidade hindus e muçulmanos na cidade. Em 1857, os hindus e os muçulmanos tinham combinado para resistir às forças britânicas na cidade. Pessoas de todas as castas, credos, religiões e sociedades juntos participar deste enorme congregação social. Na véspera de Ganga Mela, todos os escritórios do governo, lojas, Tribunais geralmente permanecem fechados. Grandes grupos empresariais, políticos, MLA e MP de todos se reúnem no Ghats para desfrutar do Mela Ganga. O Mela Ganga, que ocorre principalmente no sétimo dia após a Holi marca o fim oficial do "Festival de Cores" ou Holi em Kanpur. Em Gorakhpur, nordeste do distrito de Uttar Pradesh, este dia é comemorado com puja especial na manhã do dia de Holi. Este dia é considerado o dia mais feliz e mais colorida do ano promovendo a fraternidade entre as pessoas. Isto é conhecido como "Holi Milão", em que as pessoas visitam cada casa e cantar a música holi e expressar sua gratidão pela aplicação de pó colorido (Abeer). Holi é também considerado como o início do ano, como ocorre no primeiro dia do ano novo calendário hindu. Pessoas kickoff também para o planejamento do próximo ano com o novo ano calendário hindu (Panchang) na noite de Holi. Kumaon, (Uttarakhand) Ver artigo principal: Kumauni Holi A singularidade do Holi Kumaoni da região Kumaon em Uttarakhand reside no facto de ser um assunto musical, qualquer que seja sua forma, seja ela a Holi Baithki, o Holi Khari ea Holi Mahila que começa a partir Panchmi Basant. O Holi Baithki e Khari Holi são únicos em que as canções em que se baseiam ter um toque de diversão, melodia e espiritismo. Essas músicas são essencialmente baseadas em ragas clássicos. Não é de admirar, então o Holi Baithki também é conhecido como Nirvan Ki Holi. O Holi Baithki (बैठकी होली) começa a partir das instalações de templos, onde Holiyars (होल्यार), (os cantores de músicas Holi), como também as pessoas se reúnem para cantar com o acompanhamento de música clássica. Kumaonis são muito particular sobre o tempo em que as canções baseadas em ragas deve ser cantado. Por exemplo, ao meio-dia as canções baseadas em Peelu, Bhimpalasi e ragas Sarang são cantadas enquanto à noite é reservada para as músicas com base nas ragas como Kalyan, Shyamkalyan e Yaman etc O Holi Khari (खड़ी होली), é comemorado principalmente nas áreas rurais do Kumaon. As músicas do Holi Khari são cantadas pelo povo, que esportivo tradicional branco churidar payajama e kurta, dança em grupo ao som de instrumentos musicais étnicos como o Dhol e Hurka. O Holika feito é conhecido como Cheer (चीर), que é ceremonically feita em uma cerimônia conhecida como elogio Bandhan (चीर बंधन) quinze dias antes Dulhendi. O elogio é uma fogueira com um ramo de árvore verde Paiya no meio. O elogio de cada aldeia e Mohalla é rigorosamente vigiado como mohallas rivais tentam roubar a alegria outros. Dulhendi conhecido como Charadi (छरड़ी), em Kumaoni (de Chharad (छरड़), ou cores naturais feitos a partir de extratos de flores, cinzas e água) é comemorado com grande entusiasmo muito, da mesma forma como em todo norte da Índia. [4] Bihar Holi é comemorada com o mesmo fervor e charme em Bihar como no resto do norte da Índia. É conhecida como Phaguwa no dialeto Bhojpuri local. Aqui também, a lenda de Holika é prevalente. Na véspera da Phalgun Poornima, fogueiras pessoas leves. Eles colocaram bolos de esterco, madeira de Araad ou Redi árvore e árvore Holika, grãos da colheita fresca e folhas de madeira indesejados na fogueira. Seguindo as pessoas tradição também limpar suas casas para o dia. No momento da montagem Holika pessoas perto do fogo. O membro mais velho ou um purohit inicia a iluminação. Ele, então, outras manchas com a cor como um sinal de saudação. No dia seguinte, o festival é comemorado com cores e muita brincadeira. Crianças e jovens têm prazer extremo no festival. Embora o festival é geralmente jogado com cores em alguns lugares as pessoas também gostam de jogar Holi com lama. Canções folclóricas são cantadas em tom alto e as pessoas dançam ao som de dholak eo espírito de Holi. Bhang intoxicante é consumido com uma variedade de iguarias dar água na boca, como pakoras e Thandai para melhorar o estado de espírito do festival. Grandes quantidades de bebidas alcoólicas são consumidas junto com maconha e bhang, que às vezes é adicionado aos alimentos. Holi sendo jogado no pátio, cerca de 1.795 estilo de pintura Patna. Bengala No dia Purnima Dol no início da manhã, os alunos vestir-se em cor de açafrão ou pura roupas brancas e usam grinaldas de flores perfumadas. Eles cantam e dançam ao som de instrumentos musicais como ektara, dubri, veena, etc Holi é conhecido pelo nome de "Dol Jatra ',' Dol Purnima" ou o "Festival Swing '. O festival é celebrado de forma digna, colocando os ícones de Krishna e Radha em um palanquim pitorescamente decorado que é levado pelas ruas principais da cidade ou da aldeia. Os devotos se revezam para balançá-las, enquanto as mulheres dançam em torno do balanço e cantar canções devocionais. Durante essas atividades, os homens continuam a pulverização de água colorida e pó colorido, abir, para eles. O chefe da família, observa rápido e ora ao Senhor Krishna e Agnidev. Depois de todos os rituais tradicionais são mais, ele manchas ícone de Krishna com gulal e oferece "bhog" para ambos Krishna e Agnidev. Em Shantiniketan, Holi tem um sabor especial musical. Os pratos tradicionais incluem malpoa, kheer sandesh, Basanti sandesh (açafrão), leite, açafrão payash e alimentos relacionados. Odisha O povo de Odisha celebrar Holi, de forma semelhante, mas aqui os ícones de Jagannath, a divindade do templo de Jagannath de Puri, substituir os ícones de Krishna e Radha. Assam Holi, também chamado Phakuwa (ফাকুৱা) em Assamese é comemorado em todo Assam em Falgun mês de Assamese Calander. Dol Jatra é a festa principal associado com Satras de Barpeta em que Holi é jogado. Dol Jatra é de dois festival dia e, no segundo dia do mesmo, Holi é jogado com pós de cor. As canções Holi, em coro dedicados ao Senhor Krishna também são cantadas nas regiões de Barpeta. A queima de cabanas de barro são vistos em Barpeta e Assam menor que significa as lendas de Holika. Goa Holi é uma parte de Goa ou Konkani festival de primavera conhecido como Śigmo ou शिगमो em concani. Um dos festivais mais importantes da comunidade Konkani em Goa, e da diáspora concani, no estado de Karnataka, Maharashtra e Kerala. Śigmo também é conhecido como Śiśirotsava e dura cerca de um mês. O festival de cores ou Holi é uma parte das comemorações do festival inteiro primavera. [5] Festividades Holi (mas não festividades Śigmo), incluem: Holika Puja e Dahan, Dhulvad ou Dhuli Vandan, Haldune ou oferecendo amarelo e cor de açafrão ou gulal à divindade. Ver artigo principal: Shigmo Celebrações Holi, Pushkar. Narayani Shastri, uma atriz celebrar Holi com seu amigo em Mumbai, 2011. Maharashtra Em Maharashtra, Holi está associada principalmente com a queima de Holika. Holi Paurnima também é comemorado como Shimga. Uma semana antes do festival, os jovens vão em torno da comunidade, recolhendo lenha e dinheiro. No dia do Holi, a lenha é organizado em uma enorme pilha em uma clareira na localidade. À noite, o fogo está aceso. Cada família faz uma oferta de uma refeição e sobremesa para o deus do fogo. Puran Poli é a delicadeza principal e as crianças gritam "Holi Holi re puranachi políticas". Shimga está associada com a eliminação de todos os males. As celebrações de cor aqui, tradicionalmente realizada no dia da Rangapanchami, 5 dias após Holi, ao contrário do norte da Índia onde é feito no segundo dia em si. Durante este festival, as pessoas devem se esquecer de qualquer rivalidades e começar novas relações saudáveis ​​com todos. Manipur Manipuris celebrar Holi por seis dias. Aqui, este feriado se funde com o festival de séculos de Yaosang. Tradicionalmente, o festival começa com a queima de uma cabana de palha de feno e galhos. As crianças pequenas vão de casa em casa para recolher dinheiro, localmente conhecido como nakadeng (ou nakatheng), como presentes nos dois primeiros dias. Os jovens na noite executar uma dança folclórica grupo chamado chongba Thabal na noite de lua cheia de Lamta (Phalgun), juntamente com canções folclóricas e batidas rítmicas do tambor indígena. No entanto, este partido agora tem luar bandas modernas e lâmpadas fluorescentes. Nos templos de Krishna, os devotos cantam canções devocionais, danças e jogar com aber (gulal) vestindo tradicionais turbantes brancos e amarelos. No último dia do festival, procissões grandes são levados para o principal templo de Krishna perto Imphal onde várias atividades culturais são realizadas. Desde as últimas décadas Yaoshang, um tipo de esporte indiano, tornou-se comum em muitos lugares do vale, onde as pessoas de todas as idades vêm para participar de uma série de esportes que são pouco alterados para o feriado. Kerala Celebrações Holi na Faculdade de Engenharia, Adoor Kerala Na área Mattancherry de Kochi, existem 22 comunidades diferentes que vivem juntos em harmonia. O Gaud Sarawat brâmanes (GSB), que falam Concani também celebrar Holi em Cherlai área de West Kochi em vez de theior própria comunidade. Ele é chamado localmente Ukkuli em concani ou Kuli Manjal em malayalam. É comemorado ao redor do templo Konkani chamado Gosripuram Thirumala templo. Holi é comemorado também em algumas faculdades no sul. Karnataka Cores Holi em um mercado em Mysore Holi é comemorado com muito fervor aqui. Ao contrário de outras comunidades indígenas, é também aqui um feriado escolar. Há também uma tradição seguida em Karnataka rural, onde as crianças recolher dinheiro e madeira para semanas antes de Holi, e na noite de Kamadhana toda a madeira é montada e iluminada. O festival é celebrado durante dois dias. As pessoas no norte de Karnataka preparar comida especial neste dia. Andhra Pradesh Holi é comemorado com festa e divertimento em Andhra Pradesh. Diferente em outras comunidades indígenas, as férias escolares estão aqui. Há também uma tradição seguida na região de Telangana rural onde as crianças brincam kamuda e recolher dinheiro, arroz, Mokkajonna e madeira para semanas antes de Holi, e na noite de Kamadhana toda a madeira é montada e incendiados. O festival é celebrado durante dois dias. Em Andhra Pradesh Holi é comemorado junto com Basnata Panchami. Na região de Telangana e da capital de Hyderabad, Holi é uma festa importante, e as festividades e cor começa a aparecer pelo menos um dia antes do feriado real. Jammu e Caxemira Na Caxemira, muçulmanos e hindus iguais celebrar Holi. Celebrações Holi aqui praticamente se encaixam na definição geral de celebrações Holi: um festival de alto astral para marcar o início da colheita da safra de verão, é marcado pelo lançamento de água colorida e pó e cantar e dançar. Holi é comemorado também em grande fervor em Jammu. Celebrações Holi pelo estudante Índia Associação da Universidade do Novo México Oeste de Madhya Pradesh No oeste de Madhya Pradesh, tribos Bhil que tenham tido para muitos dos costumes pré-hindu celebrá-lo de uma maneira especial. Rural Estado de Maharashtra Conhecido como Rangapanchami na zona rural do Estado de Maharashtra, ele é comemorado com música e dança. Jaisalmer Em Jaisalmer, uma cidade em Rajasthan, a música é tocada como nuvens de diferentes pós coloridos encher o ar. Haryana & Western Uttar Pradesh Esta região tem sua própria variedade de Holi. O festival é comemorado com muito gosto e entusiasmo. Dhampur é uma cidade e um município no distrito de Bijnor no estado de Uttar Pradesh da Índia. A celebração Holi em Dhampur é famoso em toda a UP ocidental. Dhampur Em Dhampur jaloos holi-holi hawan foram organizadas nos últimos 60 anos. O festival envolve quase 10 mil pessoas, incluindo muitas bandas e Jhakhi, que representam os valores culturais de Holi e Índia. Diáspora indiana Ao longo dos anos, tornou-se Holi um festival importante em muitas regiões onde indiano diáspora encontrou suas raízes, seja na África, América do Norte, Europa ou perto de casa no Sul da Ásia. [6] Nepal Holika Dahan, Kathamandu, Nepal. No Nepal, Holi é comemorado no mês de Falgun e é também chamado como o "Fagu" e é comemorado no dia de lua cheia do mês de fevereiro. A palavra "Fagu" (Devanagari: फागु) representa o mês de Falgun eo dia é chamado de "Fagu Poornima" (Devanagari: फागु पुर्णीमा), o que significa (dia de lua cheia no Falgun). No Nepal Holi é considerado como um dos maiores festivais tão importantes como Dashain (também conhecida como Dussehra na Índia) e Tihar ou Dipawali (também conhecido como Diwali na Índia). Uma vez que mais de 80% das pessoas no Nepal são hindus, [7] Holi, junto com muitos outros festivais hindus, é comemorado no Nepal como uma festa nacional e quase todo mundo celebra-lo, independentemente de sua religião, por exemplo, mesmo os muçulmanos celebram. Os cristãos também podem participar, embora desde Holi cai durante a Quaresma, muitos não participar das festividades. O dia de Holi é também um feriado nacional no Nepal. Pessoas caminhar seus bairros para celebrar Holi, trocando cores e pulverização água colorida em um outro. Uma atividade popular é o lançamento de balões de água em um outro, às vezes chamado Lola (balão de água significado). [8] Além disso, um monte de gente misturar bhang em suas bebidas e alimentos, como também feito durante Shivaratri. Acredita-se que a combinação de cores diferentes tocado no festival tirar toda a tristeza para longe e tornar a própria vida mais colorida. Trinidad e Tobago Phagwa normalmente é celebrada em Trinidad e Tobago no domingo mais próximo à data real de Phagwa. É comemorado com muita cor e esplendor, juntamente com o canto em músicas tradicionais Phagwa ou Chowtaal. Guiana Phagwah é um feriado nacional na Guiana, e os povos de todas as raças e religiões participar nas celebrações. [9] A celebração principal em Georgetown é realizada no Mandir em Prashad Nagar. [10] Holi tradicional Flores de Dhak ou Palash são usados ​​para tornar as cores tradicionais A temporada de primavera, durante o qual as mudanças climáticas, é acreditado para causar febre viral e frio. O lançamento lúdica de naturais pós coloridos tem um significado medicinal: as cores são tradicionalmente feitas de Neem, Kumkum, Haldi, Bilva, e outras ervas medicinais prescritas por médicos Ayurveda. Questões modernas Os corantes sintéticos Um jovem celebrar Holi Cores naturais foram utilizados no passado para jogar Holi segura através da aplicação de açafrão, pasta de madeira de sândalo, extractos de flores e folhas. Como as árvores primavera florescer, que uma vez fornecidas as cores usadas para celebrar Holi tornaram-se mais raros, produzidos quimicamente corantes industriais têm sido usados ​​para tomar o seu lugar em quase todas Índia urbana. Devido à disponibilidade comercial de vários pigmentos de cores atraentes, lentamente as cores naturais são substituídos por corantes sintéticos. Como resultado, tem causado, ligeiras a graves sintomas de irritação da pele e da inflamação. Em 2001, uma folha de fato foi publicado pelo link de Tóxicos e grupos Vatavaran baseada em Delhi sobre os corantes químicos utilizados no festival [11] Eles encontrados problemas de segurança com as três formas em que as cores são produzidas: Holi. Pastas, cores secas e cores de água. Sua investigação encontrou alguns produtos químicos tóxicos, com alguns impactos na saúde potencialmente graves. Os pós negras foram encontrados para conter o óxido de chumbo, o que pode resultar em insuficiência renal. O azul da Prússia utilizado no pó azul tem sido associado com a dermatite de contacto, enquanto que o sulfato de cobre na verde tem sido documentada por causar alergias oculares, inchaço dos olhos, ou cegueira temporária. [12]
Holi Scraps holi animated scraps, graphics Get More Beautiful Scraps for Orkut
A Holi Natural, em Pune, uma alternativa para as cores sintéticas O corante utilizado nas cores secas, gulals também chamados, verificou-se ser tóxica, com metais pesados ​​que causam asma, doenças da pele e cegueira temporária. Ambas as bases vulgarmente utilizadas amianto ou sílica estão associados com problemas de saúde. [12] Eles relataram que as cores molhadas pode levar a descoloração da pele e dermatite devido a seu uso da cor violeta de genciana concentrado. Verde malaquita - outro corante verde-azulado sintético tem sido bem documentado de ser responsável em festival Holi para muitas das formas graves de irritação ocular em Delhi [13]. Falta de controle sobre a qualidade eo conteúdo dessas cores é um problema, pois eles são freqüentemente vendido por vendedores que não sabem sua origem. O relatório estimulou uma série de grupos em promover celebrações mais naturais de Holi. Alternativas de Desenvolvimento, Delhi e Kalpavriksh [14], Pune, Índia LIMPA A campanha [15] e Sociedade para o Desenvolvimento Infantil, através de sua Campanha Avacayam Cooperativa [3] têm ambas as campanhas lançadas para ajudar as crianças a aprender a fazer as suas próprias cores para Holi de seguro , ingredientes naturais. Enquanto isso, algumas empresas comerciais, tais como o National Botanical Research Institute começaram a mercado "de ervas" corantes, embora estes são substancialmente mais caro do que as alternativas perigosas. No entanto, pode notar-se que muitas partes da Índia rural sempre recorreram a cores naturais (e outras partes festividades mais do que as cores), devido a razões de disponibilidade. Impacto ambiental Uma questão alegada ambiental relacionada com a celebração de Holi é a tradicional fogueira Holika Dahan, que acredita-se contribuir para o desmatamento. Um tablóide local tinha uma vista publicado que 30.000 fogueiras cada queima de cerca de 100 kg de madeira são acesas em uma estação. [16] Vários métodos de prevenir este consumo de madeira têm sido propostas, incluindo a substituição de madeira com material de desperdício ou de uma iluminação único fogo por comunidade, em vez de vários pequenos incêndios. No entanto, a idéia de iluminação resíduos antagoniza grandes seções de uma determinada comunidade que tomam isso como um ataque ocidental para suas culturas e tradições citando vários exemplos de festas semelhantes em outros lugares. Há também a preocupação com o desperdício de grande escala de água e poluição da água, devido às cores sintéticas durante a celebração de Holi. Influência sobre outras culturas Cor em movimento e Color Me Rad corridas cor 5K estão começando a se espalhar sobre os Estados Unidos. Eles combinam as cores brilhantes de Holi com a intensidade de uma corrida de 5 km. Corredores aparecer vestindo roupas brancas em execução e todos os quilômetros que correm, eles são mergulhados em uma cor diferente. No vídeo da música para sua canção "The Catalyst", banda americana de rock Linkin Park incorporadas cenas de membros da banda jogando em pó de cor um ao outro. O diretor de vídeos, banda turntablist Joe Hahn, identifica Holi como uma influência direta sobre o estilo visual do vídeo. [17] Hahn afirma que "A ironia de fazer o vídeo foi que a inspiração para as cores veio do Festival de Cor na Índia chamado Holi ". Johannes Hahn ainda discorre sobre o significado religioso das cores, "As pessoas colecionam estes pigmentos ao longo do ano para liberá-los neste festival como uma celebração da vida e da homenagem a Vishnu". [17] Sul-Africano baseado Electro-Swing grupo de dança Goodluck lançou uma música "A Visão" em que Holi é também visto como uma influência. O festival de Holi foi caracterizado como um desafio obstáculo na televisão popular realidade CBS mostram The Amazing Race 13, episódio 7. O vídeo da música de Ke $ ha para a música "Take It Off" apresenta em pó corantes semelhantes aos utilizados para celebrar Holi. [18] O vídeo da música para a canção de Regina Spektor "Fidelity" retrata um casal em um conjunto acromática jogando e jogando em pigmentos em pó. [19]
Holi Scraps holi animated scraps, graphics Get More Beautiful Scraps for Orkut
Em 31 de maio de 2007, o filme independente Outsourced estreou no Festival de Cinema de Seattle International. O enredo do filme os detalhes a história de Todd Anderson, um americano de call center novidade vendedor de produtos (Josh Hamilton) enquanto se dirige para a Índia para treinar seu substituto depois de seu departamento inteiro é terceirizada para uma nova central de atendimento, muito mais barato em Gharapuri, Índia . Todd logo descobre que para ter sucesso em treinar seus novos encargos, ele deve primeiro aprender sobre a cultura dos trabalhadores. Uma celebração de Holi é o catalisador para esta mudança em sua atitude. [20] Em 18 de setembro de 2009, em um episódio da série Psych USA_Network intitulado "Bollywood Homicide", Holi é primeiro descrita em uma rede de televisão norte-americana. [21] A 17 de marco de 2011 episódio da série da NBC baseado no filme de mesmo nome, Outsourced, intitulado "Todd Holi Guerra," tem uma abordagem mais comédia orientada para o feriado, marcando segunda aparição Holi na rede de televisão norte-americana. O vídeo da música "Behind the Cow", que parece ser ambientado na Índia, pela Scooter banda apresenta uma cena final com todos jogando pó colorido em um outro. Na TV britânica mostra um idiota no Exterior, Episódio # 2 tem anfitrião Karl Pilkington fazer uma viagem através Dehli, na Índia, onde ele experimenta Holi como os locais cobri-lo com pó colorido e pintura. [22] Episódio 4.6 do programa de TV Psych ", Bollywood Homicide", culmina em um festival de cores em que Shawn é distraído por alguém jogando pó vermelho para ele. Keith Olbermann mostra clipes de festivais de Holi cada ano sobre o "tempo passa" parte de seu show noturno Contagem regressiva notícia. Sri Sri Radha Krishna Temple em espanhol Fork, Utah comemora Holi e é conhecido como Festival das Cores, onde milhares de pessoas se reúnem a partir de todo o país. O vídeo da música para a canção "A Cidade", de DJ francês Madeon é centrado em torno de uma guerra cores-out entre as duas facções diferentes de jovens. Nele, os pós são embalados em sacos plásticos por um longo arremesso. [23] Holi (film) From Wikipedia, the free encyclopedia For the Indian festival, see Holi. Holi Directed by Ketan Mehta Produced by Pradeep Uppoor Written by Mahesh Elkunchwar (Play & screenplay) Ketan Mehta Starring Aamir Khan Om Puri Naseeruddin Shah Ashutosh Gowariker Raj Zutshi Music by Rajat Dholakia Cinematography Jehangir Choudhary Editing by Subhash Sehgal Release date(s) 1984 Running time 120 minutes Country India Language Hindi Holi is a 1984 Indian film, directed by Ketan Mehta, whose socially conscious work has been compared to American director Spike Lee.[1] It is based on eponymous play by Marathi writer, Mahesh Elkunchwar.[2] The film starred Aamir Khan, Ashutosh Gowariker, Om Puri, Shreeram Lagoo, Deepti Naval and Naseeruddin Shah. Contents [hide] 1 Plot summary 2 Production information 3 Cast 4 Awards 5 References 6 External links [edit]Plot summary
Holi Scraps holi animated scraps, graphics Get More Beautiful Scraps for Orkut
In a typical college in a typical Indian city, the hostel boys Madan Sharma (Aamir Khan) and his friends including Ranjeet Prakash (Ashutosh Gowariker) are a rowdy and troublesome lot. But on one day, when Madan and his friends find out there will not be a holiday for them on the day of Holi, the festival of colors, the boys decide not to attend classes. The hostel superintendent Professor Singh (Naseeruddin Shah), the only lecturer with some links with the students, watches with apprehension their growing restlessness. A notice announcing a further postponement of examinations adds to the bitterness. A fight erupts out of nowhere between principal Phande's (Om Puri) nephew and another student; the principal's nephew is hurt and the other boy is promptly rusticated. This is seen as a drastic punishment, and the news spreads like wildfire to all the students of the college. Resistance is organized in the library, in the laboratory, in the classrooms and the college grounds as the students rebel against the principal. [edit]Production information Holi was shot mainly on the campus of the Film and Television Institute of India (FTII), Pune. The iconic FTII banyan tree had just fallen and Ketan Mehta, who had studied at FTII, improvised and picturised a song with the main characters on the tree singing about the falling of a symbolic 'system'. This film was a part of student project. [edit]Cast Aamir Khan Ashutosh Gowariker Om Puri Shreeram Lagoo Deepti Naval Naseeruddin Shah Paresh Rawal Mohan Gokhale Raj Zutshi Dina Pathak Kitu Gidwani Himanshu Trivedi [edit]Awards 1985: National Film Award for Best Cinematography: Jehangir Choudhary[3] [edit]References ^ Overview New York Times. ^ Holi (1984)- Movie Review New York This article is about the Hindu festival. For the Japanese singer also known as Holi, see Akiko Kobayashi (singer). "Basanta Utsav" redirects here. For the film, see Basanta Utsav (film). Holi Festival of Colours Lord Krishna playing Holi with Radha and other Gopis Observed by Hindus mainly in India, Nepal Begins Phalgun Purnima or Pooranmashi (Full Moon) Date February–March 2012 date March 8 2013 date March 27 2014 date March 17 Celebrations 3 – 16 days Observances from the new yersey An article related to Hinduism Hindu History Deities[show] Scriptures[show] Practices[show] Philosophers[show] Other topics[show] Hinduism portal Hindu Mythology portal v t e Holi (Hindi: होली, Nepali: होली,Punjabi: ਹੋਲੀ Sindhi: هولي) is a religious spring festival celebrated by Hindus as a festival of colours. It is primarily observed in India and Nepal. It is also observed by the minority Hindus in Bangladesh and Pakistan as well in countries with large Indic diaspora populations following Hinduism, such as Suriname, Malaysia, Guyana, South Africa, Trinidad and Tobago, the United Kingdom, the United States, Mauritius, and Fiji. Holi is also known as Phagwah (Assamese: ফাকুৱা), Festival of Colours, or Doḷajātra (Oriya: ଦୋଳଯାତ୍ରା) in Odisha, and as Dol Jatra (Bengali: দোলযাত্রা) or Basantotsav ("spring festival") (Bengali: বসন্তোৎসব) in West Bengal and Assam. Holi is of particular significance in the Braj region, which includes locations traditionally connected to the Lord Krishna: Mathura, Vrindavan, Nandagaon, and Barsana, which become tourist destinations during the season of Holi.[1] As per the Hindu calendar, Holi is celebrated on the Phalgun Purnima which comes in February or March in the Gregorian Calendar. Contents [hide] 1 Significance 2 Description 3 Rituals 3.1 Ritual Time 3.2 Holika Dahan Ritual 3.3 In Sanskrit Dramas 4 Regional rituals and celebrations 4.1 India 4.2 Indian diaspora 4.3 Nepal 4.4 Trinidad and Tobago 4.5 Guyana 5 Traditional Holi 6 Modern issues 6.1 Synthetic colors 6.2 Environmental impact 7 Influence on other cultures 8 See also 9 References 10 External links Significance The word Holi originated from "Holika", sister of Hiranyakashipu. The festival of Holi is celebrated because of a story in the old Hindu religion. In Vaishnavism, Hiranyakashipu is the great king of demons, and he had been granted a boon by Brahma, which made it almost impossible for him to be killed. The boon was due to his long penance, after which he had demanded that he not be killed "during day or night; inside the home or outside, not on earth or in the sky; neither by a man nor an animal; neither by astra nor by shastra". Consequently, he grew arrogant and attacked the Heavens and the Earth. He demanded that people stop worshipping Gods and start praising respectfully to him. Hiranyakashipu, on the lap, being killed by Narasimha, an incarnation of Vishnu According to this belief, Hiranyakashipu's own son, Prahlada, was a devotee of Vishnu. In spite of several threats from Hiranyakashipu, Prahlada continued offering prayers to Vishnu. He was poisoned by Hiranyakashipu, but the poison turned to nectar in his mouth. He was ordered to be trampled by elephants yet remained unharmed. He was put in a room with hungry, poisonous snakes and survived. All of Hiranyakashipu's attempts to kill his son failed. Finally, he ordered young Prahlada to sit on a pyre in the lap of Holika, Hiranyakashipu's demoness sister, who also could not die because she had a boon preventing her from being burned by fire. Prahlada readily accepted his father's orders, and prayed to Lord Vishnu to keep him safe. When the fire started, everyone watched in amazement as Holika burnt to death, while Prahlada survived unharmed. The salvation of Prahlada and burning of Holika is celebrated as Holi. In Mathura, where Krishna grew up, the festival is celebrated for 16 days (until Rangpanchmi) in commemoration of the divine love of Radha for Krishna. The festivities officially usher in spring, the celebrated season of love. Description Radha and the Gopis celebrating Holi, with accompaniment of music instruments Every year, thousands of Hindus participate in the festival Holi. The festival has many purposes. First and foremost, it celebrates the beginning of the new season, spring. Originally, it was a festival that commemorated good harvests and the fertile land. Hindus believe it is a time of enjoying spring's abundant colors and saying farewell to winter. It also has a religious purpose, commemorating events present in Hindu mythology. Although it is the least religious holiday, it is probably one of the most exhilarating ones in existence. During this event, participants hold a bonfire, throw colored powder at each other, and celebrate wildly. Rangapanchami occurs a few days later on a Panchami (fifth day of the full moon), marking the end of festivities involving colors. The main day, Holi, also known as Dhuli in Sanskrit, or Dhulheti, Dhulandi or Dhulendi, is celebrated by people throwing scented powder and perfume at each other. Bonfires are lit on the eve of the festival, also known as Holika Dahan (burning of Holika) or Chhoti Holi (little Holi), after which holika dahan prayers are said and praise is offered. The bonfires are lit in memory of the miraculous escape that young Prahlad accomplished when Demoness Holika, sister of Hiranyakashipu, carried him into the fire. Holika was burnt but Prahlad, a staunch devotee of god Vishnu, escaped without any injuries due to his devotion. Like Holika Dahan,Kama Dahanam is celebrated in South India. Holi is celebrated at the end of the winter season on the last full moon day of the lunar month Phalguna (February/March), (Phalgun Purnima), which usually falls in the later part of February or March. In 2009, Holi ('Dhulandi') was on March 11 and Holika Dahan was on March 10. In 2010, Holi was on March 1 and Holika Dahan was on February 28. In 2011, Holi was on March 20 and Holika Dahan was on March 19. In 2012, Holi was on March 8. In most areas, Holi lasts about two days. Holi lowers (but does not remove completely) the strictness of social norms, which includes gaps between age, gender, status, and caste. Together, the rich and poor, women and men, enjoy each other’s presence on this day. No one expects polite behavior; as a result, the atmosphere is filled with excitement, fun and joy. Though there have been references in Sanskrit texts to similar festivals, like ratnavali where people sprayed coloured waters using bamboo syringes, the origin of the modern Holi festival has been traced to ancient Bengal. It was a Gaudiya Vaishnav festival, in accordance to Vaishnaviya Tantra. People went to Krishna temples, applied red color to the icon and then distributed the red coloured powder or Abir along with malpua prasad to family and friends. Red signified the colour of passion and Lord Krishna is the king of desires. The ritual signified that all our desires should be diverted for the attainment of Krishna and for the well being of society. In some cultures though, the ritual of burning wood and leaves on the full moon night already existed. This ritual was to signify the end of winter and full advent of spring. Old wood and leaves that had fallen were burnt to signify that it was time for new leaves and flowers. People then smeared their bodies with ash. Later, however, the story of Holika Dahan became associated with this ritual. Rituals Ritual Time Holi fire in front of Jagdish Temple in Udaipur, Rajasthan- 2010 Dharma Sindhu and Nirnaya Sindhu ,sanskrit texts of festive rituals and dharma shastras says,Morning of holi should be spent joyfully by playing with cows & calves and Holika dahan should be performed after evening. Having constructed a platform hallowed with ‘Go Maya’ (Cow dung) one should arrange a stack of sticks with Agni and perform Holika Puja with the ‘Sankalpa’ and ‘Aavaahana’ of "Sakutumbasya mama Dhundhaa Rakshasi preetyartham tatpeedaa parihaa –raartham Holikaa pujanam karishye/ ---Asmaadbhirbhayasantrastaih krutaatwam Holikeyatah, Atastwaam Pujayishyaami bhutabhuti pradaabhava" ( Meaning:As were afraid of you Holika Devi! we seek your compassion and thus are resorting to shodashopachaaraas to you. Do kindly show us fearlessness and prosperity!). The Mantras addressing Holika Devi state that the ten days from Panchami and Purnima are quite propitious and during these days even stealing of ‘Indhana’ or fire-wood ignored to celebrate Holi Fire on the Purnima Day when throwing of water, smearing on other’s faces with colours and using of indecent language etc., are ignored as gestures of friendship especially with neighbours and friendship circles ; there would be group singing, dances and exravaganza of merriment all through the day and night. This is how the Raakshasi Holika would be satisfied. Next morning, a Chandaala is touched before taking bath and after carrying out nitya karmaas, Holika Devi be greeted and take up one’s own duties so that the year ahead would be devoid of diseases, difficulties and mental problems. Holika Dahan Ritual Holika Chiti should be lit by a Kshatriya or a King after Punya snana/Bath in river followed by Swastivaachan & Donations to learned brahmins and the poor.In middle or Outside the Village he should cremate Holika Demon's Chiti made of cow dung cakes & sacrificial firewood with the following shloka, Asruk Pabhaya samthrasthai: Krutha thvam HOLI Baalishai:|Atha:Tvaam Poojayishyaami BHOOTAY Bhoothipradho Bhava|| Later he should extinguish the burnt Chithi (cremated woods & cow dung cakes) with ghee or milk.Then he should donate coconuts and gauva fruits.People should circumambulate thrice the burnt chiti of Holika demon.Later people must dance,Sing & play instruments in high pitch throughout the night to please & COOL Holika.Thus one must spend the night joyfully during holi or Holika. Shloka to worship the ASH powders(Coloured ashes of Cow dung & firewood) of Holika Bhoomi is, "Vandhitaasi Surendrena Brahmana Shankaraena Cha| Athastvam Pahi no devi! Bhoothay bhoothipradho bhava|| In Sanskrit Dramas The earliest textual reference to the celebration of Holi is found in the 7th century Sanskrit drama, Ratnavali.[2] Certainly there are perennial rituals attached to Holi: the first is smearing of coloured powder on each other, and throwing coloured and scented water at each time. On the first day of this festival, Hindus participate in a public bonfire. Prior to the event, men prepare for this by collecting extra wood. The fire itself is lit near midnight, as the moon rises. The main custom of Holi is the use of the colored powders and water on others. This is why Holi is given the name “Festival of Colors.” Regional rituals and celebrations India Gujarat The Holi celebration has its celebrative origins in Gujarat, particularly with dance, food, music, and colored powder to offer a spring parallel of Navratri, Gujarat's Hindu festival celebrated in the fall. Falling on the full moon day in the month of Phalguna, Holi is a major Hindu festival and marks the agricultural season of the Rabi crop. A bonfire is lit in the main squares of the villages and colonies. People gather around the bonfire and celebrate the event with singing and dancing, which is symbolic of the victory of good over evil. Tribals of Gujarat celebrate Holi with great enthusiasm and also dance around the fire. In Western India, Ahmedabad in Gujarat, a pot of buttermilk is hung high on the streets and young boys try to reach it and break it by making human pyramids. The girls try to stop them by throwing coloured water on them to commemorate the pranks of Krishna and cowherd boys to steal butter and 'gopis' while trying to stop the girls. The boy who finally manages to break the pot is crowned the Holi King. Afterwards, the men, who are now very colourful men, go out in a large procession to "alert" people of the Krishna's possible appearance to steal butter from their homes. In some places, there is a custom in the undivided Hindu families that the women of the families beat their brother-in-law with her sari rolled up into a rope in a mock rage as they try to drench them with colours, and in turn, the brothers-in-law bring sweetmeats to her in the evening.[3] Uttar Pradesh See also: Lath mar Holi "Celebration of Spring by Krishna and Radha", 18th Century miniature; in the Guimet Museum, Paris Barsana is the place to be at the time of Holi. Here the famous Lath mar Holi is played in the sprawling compound of the Radha Rani temple. Thousands gather to witness the Lath Mar holi when women beat up men with sticks as those on the sidelines become hysterical, sing Holi Songs and shout Sri Radhey or Sri Krishna. The Holi songs of Braj mandal are sung in pure Braj Bhasha. Holi played at Barsana is unique in the sense that here women chase men away with sticks. Males also sing provocative songs in a bid to invite the attention of women. Women then go on the offensive and use long staves called lathis to beat men folk who protect themselves with shields. In Mathura, the birthplace of Lord Krishna, and in Vrindavan this day is celebrated with special puja and the traditional custom of worshipping Lord Krishna, here the festival lasts for sixteen days.[1] All over the Braj region and its nearby places like Hathras, Aligarh, Agra the Holi is celebrated in more or less same way as in Mathura, Vrindavan and Barsana. In Kanpur Holi lasts 7 days with color and a grand fair called Ganga Mela or the Holi Mela that was started by freedom fighters who freed Kanpur from British rule after the First Indian War of Independence in 1857 under the leadership of Nana Saheb. Nana Saheb had declared India free from British rule on June 17th, 1857 in Kanpur. His declaration lead to a series of accidents and hundreds of freedom fighters lost their lives in that fight. Since then people started this Ganga Mela where they play Holi at various Ghats along the banks of River Ganga in Kanpur. This Ganga Mela which has been played since more than 150 years depicts the Ganga-Jamuni Tehzeeb or the Hindu-Muslim Unity in the city. In 1857, the Hindus and the Muslims had combined to resist the British forces in the city. People of all castes, creeds, religion and societies together participate in this huge social congregation. On the eve of Ganga Mela, all Government offices, shops, Courts generally remain closed. Major Business groups, politicians, MLA's and MP's all gather on the Ghats to enjoy the Ganga Mela. The Ganga Mela which takes place mostly on the seventh day after Holi marks the official end of "The Festival of Colours" or Holi in Kanpur. In Gorakhpur, the northeast district of Uttar Pradesh, this day is celebrated with special puja in the morning of Holi day. This day is considered to be the happiest and most colourful day of the year promoting the brotherhood among the people. This is known as "Holi Milan" in which people visit every house and sing holi song and express their gratitude by applying coloured powder (Abeer). Holi is also considered as the begining of the year as it occurs on the first day of new Hindu calendar year . People also kickoff for the next year planning with new year Hindu calendar (Panchang) at the evening of Holi. Kumaon, (Uttarakhand) Main article: Kumauni Holi The uniqueness of the Kumaoni Holi of the Kumaon region in Uttarakhand lies in its being a musical affair, whichever may be its form, be it the Baithki Holi, the Khari Holi and the Mahila Holi which starts from Basant Panchmi. The Baithki Holi and Khari Holi are unique in that the songs on which they are based have a touch of melody, fun and spiritualism. These songs are essentially based on classical ragas. No wonder then the Baithki Holi is also known as Nirvan Ki Holi. The Baithki Holi (बैठकी होली) begins from the premises of temples, where Holiyars (होल्यार), (the singers of Holi songs) as also the people gather to sing songs to the accompaniment of classical music. Kumaonis are very particular about the time when the songs based on ragas should be sung. For instance, at noon the songs based on Peelu, Bhimpalasi and Sarang ragas are sung while evening is reserved for the songs based on the ragas like Kalyan, Shyamkalyan and Yaman etc. The Khari Holi (खड़ी होली), is mostly celebrated in the rural areas of Kumaon. The songs of the Khari Holi are sung by the people, who sporting traditional white churidar payajama and kurta, dance in groups to the tune of ethnic musical instruments like the Dhol and Hurka. The Holika made is known as Cheer (चीर) which is ceremonically made in a ceremony known as Cheer Bandhan (चीर बंधन) fifteen days before Dulhendi. The Cheer is a bonfire with a green Paiya tree branch in the middle. The Cheer of every village and mohalla is rigorously guarded as rival mohallas try to steal the others cheer. Dulhendi known as Charadi (छरड़ी), in Kumaoni (from Chharad (छरड़), or natural colours made from flower extracts, ash and water) is celebrated with great gusto much in the same way as all across North India.[4] Bihar Holi is celebrated with the same fervour and charm in Bihar as in rest of north India. It is known as Phaguwa in the local Bhojpuri dialect. Here too, the legend of Holika is prevalent. On the eve of Phalgun Poornima, people light bonfires. They put dung cakes, wood of Araad or Redi tree and Holika tree, grains from the fresh harvest and unwanted wood leaves in the bonfire. Following the tradition people also clean their houses for the day. At the time of Holika people assemble near the fire. The eldest member or a purohit initiates the lighting. He then smears others with colour as a mark of greeting. Next day the festival is celebrated with colours and lot of frolic. Children and youths take extreme delight in the festival. Though the festival is usually played with colours at some places people also enjoy playing Holi with mud. Folk songs are sung at high pitch and people dance to the tune of dholak and the spirit of Holi. Intoxicating bhang is consumed with a variety of mouth watering delicacies such as pakoras and thandai to enhance the mood of the festival. Vast quantities of liquor are consumed alongside ganja and bhang, which is sometimes added to foodstuffs.
Holi Scraps holi animated scraps, graphics Get More Beautiful Scraps for Orkut
Holi being played in the courtyard, circa 1795 painting- Patna style. Bengal On the Dol Purnima day in the early morning, the students dress up in saffron-coloured or pure white clothes and wear garlands of fragrant flowers. They sing and dance to the accompaniment of musical instruments like ektara, dubri, veena, etc. Holi is known by the name of 'Dol Jatra', 'Dol Purnima' or the 'Swing Festival'. The festival is celebrated in a dignified manner by placing the icons of Krishna and Radha on a picturesquely decorated palanquin which is then taken round the main streets of the city or the village. The devotees take turns to swing them while women dance around the swing and sing devotional songs. During these activities, the men keep spraying coloured water and coloured powder, abir, at them. The head of the family, observes fast and prays to Lord Krishna and Agnidev. After all the traditional rituals are over, he smears Krishna's icon with gulal and offers "bhog" to both Krishna and Agnidev. In Shantiniketan, Holi has a special musical flavor. Traditional dishes include malpoa, kheer sandesh, basanti sandesh (saffron), saffron milk, payash, and related foods. Odisha The people of Odisha celebrate Holi in a similar manner but here the icons of Jagannath, the deity of the Jagannath Temple of Puri, replace the icons of Krishna and Radha. Assam Holi also called Phakuwa(ফাকুৱা) in Assamese is celebrated all over Assam in Falgun month of Assamese Calander. Dol Jatra is the main festival associated with Satras of Barpeta during which Holi is played. Dol Jatra is of two days festival and in the second day of it, Holi is played with colour powders. The Holi songs in chorus devoted to Lord Krishna are also sung in the regions of Barpeta. The burning of clay huts are seen in Barpeta and lower Assam which signifies the legends of Holika. Goa Holi is a part of Goan or Konkani spring festival known as Śigmo or शिगमो in Koṅkaṇī. One of the most prominent festivals of the Konkani community in Goa, and the Konkani diaspora in the state of Karnataka, Maharashtra and Kerala. Śigmo is also known as Śiśirotsava and lasts for about a month. The colour festival or Holi is a part of entire spring festival celebrations.[5] Holi festivities(but not Śigmo festivities), include:Holika Puja and Dahan,Dhulvad or Dhuli vandan,Haldune or offering yellow and saffron colour or Gulal to the deity. Main article: Shigmo Holi celebrations, Pushkar, Rajasthan. Narayani Shastri, an actress celebrating Holi with her friend at Mumbai, 2011. Maharashtra In Maharashtra, Holi is mainly associated with the burning of Holika. Holi Paurnima is also celebrated as Shimga. A week before the festival, youngsters go around the community, collecting firewood and money. On the day of Holi, the firewood is arranged in a huge pile at a clearing in the locality. In the evening, the fire is lit. Every household makes an offering of a meal and dessert to the fire god. Puran Poli is the main delicacy and children shout "Holi re Holi puranachi poli". Shimga is associated with the elimination of all evil. The colour celebrations here traditionally take place on the day of Rangapanchami, 5 days after Holi, unlike in North India where it is done on the second day itself. During this festival, people are supposed to forget about any rivalries and start new healthy relations with all. Manipur Manipuris celebrate Holi for six days. Here, this holiday merges with the centuries-old festival of Yaosang. Traditionally, the festival commences with the burning of a thatched hut of hay and twigs. Young children go from house to house to collect money, locally known as nakadeng (or nakatheng), as gifts on the first two days. The youths at night perform a group folk dance called Thabal chongba on the full moon night of Lamta (Phalgun) along with folk songs and rhythmic beats of the indigenous drum. However, this moonlight party now has modern bands and fluorescent lamps. In Krishna temples, devotees sing devotional songs, perform dances and play with aber (gulal) wearing traditional white and yellow turbans. On the last day of the festival, large processions are taken out to the main Krishna temple near Imphal where several cultural activities are held. Since the past few decades Yaoshang, a type of Indian sport, has become common in many places of the valley, where people of all ages come out to participate in a number of sports that are somewhat altered for the holiday. Kerala Holi celebrations at College of Engineering, Adoor Kerala In the Mattancherry area of Kochi, there are 22 different communities living together in harmony. The Gaud Sarawat Brahmins (GSB) who speak Konkani also celebrate Holi in Cherlai area of West Kochi instead of in theior own community. It is locally called Ukkuli in Konkani or Manjal Kuli in Malayalam. It is celebrated around the Konkani temple called Gosripuram Thirumala temple. Holi is also celebrated at some colleges in south. Karnataka Colours Holi at a market in Mysore Holi is celebrated with much fervor here. Unlike in the other Indian communities, it is also here a school holiday. There is also a tradition followed in rural Karnataka where children collect money and wood for weeks prior to Holi, and on Kamadhana night all the wood is put together and lit. The festival is celebrated for two days. People in north Karnataka prepare special food on this day. Andhra Pradesh Holi is celebrated with fun and frolic in Andhra Pradesh. Different in the other Indian communities, The school holidays are here. There is also a tradition followed in rural Telangana region where children play kamuda and collect money, Rice, Mokkajonna and wood for weeks prior to Holi, and on Kamadhana night all the wood is put together and set on fire. The festival is celebrated for two days. In Andhra Pradesh Holi is celebrated along with Basnata Panchami. In the Telangana region and the capital city of Hyderabad, Holi is a major festival, and the festivities and colour starts appearing at least a day before the actual holiday. Jammu & Kashmir In Kashmir, Muslims and Hindus alike celebrate Holi. Holi celebrations here pretty much fit the general definition of Holi celebrations: a high-spirited festival to mark the beginning of the harvesting of the summer crop, is marked by the throwing of coloured water and powder and singing and dancing. Holi is also celebrated in great fervor in Jammu. Holi celebrations by the India Student Association at University of New Mexico Western Madhya Pradesh In western Madhya Pradesh, Bhil tribesmen who have held on to many of the pre-Hindu customs celebrate it in a special way. Rural Maharashtra State Known as Rangapanchami in rural Maharashtra State, it is celebrated with singing and dancing. Jaisalmer, Rajasthan In Jaisalmer, a town in Rajasthan, music is played as clouds of different coloured powders fill the air. Haryana & Western Uttar Pradesh This region has its own variety of Holi. The festival is celebrated with great zest and enthusiasm. Dhampur is a city and a municipal board in the Bijnor district in the state of Uttar Pradesh of India. The Holi celebration in Dhampur is famous throughout the whole of Western UP. Dhampur In Dhampur holi—holi hawan jaloos have been organized for the last 60 years. The festival involves almost 10,000 people, including lots of bands and Jhakhi, which represent the cultural values of Holi and India. Indian diaspora Over the years, Holi has become an important festival in many regions wherever Indian diaspora had found its roots, be it in Africa, North America, Europe or closer to home in South Asia.[6] Nepal Holika Dahan, Kathamandu, Nepal. In Nepal, Holi is celebrated in the month of Falgun and is also called as the "Fagu" and is celebrated on the Full moon day in the month of February. The word "Fagu" (Devanagari:फागु) represents the month of Falgun and the day is called the "Fagu Poornima" (Devanagari:फागु पुर्णीमा) which means (full moon day in the Falgun). In Nepal Holi is regarded as one of the greatest festivals as important as Dashain (also known as Dussehra in India) and Tihar or Dipawali (also known as Diwali in India). Since more than 80% of people in Nepal are Hindus,[7] Holi, along with many other Hindu festivals, is celebrated in Nepal as a national festival and almost everyone celebrates it regardless of their religion, e.g., even Muslims celebrate it. Christians may also join in, although since Holi falls during Lent, many would not join in the festivities. The day of Holi is also a national holiday in Nepal. People walk down their neighbourhoods to celebrate Holi by exchanging colours and spraying coloured water on one another. A popular activity is the throwing of water balloons at one another, sometimes called lola (meaning water balloon).[8] Also a lot of people mix bhang in their drinks and food, as also done during Shivaratri. It is believed that the combination of different colours played at this festival take all the sorrow away and make life itself more colourful. Trinidad and Tobago Phagwa is normally celebrated in Trinidad and Tobago on the Sunday closest to the actual date of Phagwa. It is celebrated with lots of colour and splendor along with the singing on traditional Phagwa songs or Chowtaal. Guyana Phagwah is a national holiday in Guyana, and peoples of all races and religions participate in the celebrations.[9] The main celebration in Georgetown is held at the Mandir in Prashad Nagar.[10] Traditional Holi Flowers of Dhak or Palash are used to make traditional colours The spring season, during which the weather changes, is believed to cause viral fever and cold. The playful throwing of natural coloured powders has a medicinal significance: the colours are traditionally made of Neem, Kumkum, Haldi, Bilva, and other medicinal herbs prescribed by Āyurvedic doctors. Modern issues Synthetic colors A young man celebrating Holi Natural colors were used in the past to play safe Holi by applying turmeric, sandalwood paste, extracts of flowers and leaves. As the spring-blossoming trees that once supplied the colors used to celebrate Holi have become more rare, chemically produced industrial dyes have been used to take their place in almost all of urban India. Due to the commercial availability of various attractive color pigments, slowly the natural colors are replaced by synthetic colors. As a result it has caused, mild to severe symptoms of skin irritation and inflammation. In 2001, a fact sheet was published by the groups Toxics link and Vatavaran based in Delhi on the chemical dyes used in the festival.[11] They found safety issues with all three forms in which the Holi colors are produced: pastes, dry colors and water colors. Their investigation found some toxic chemicals with some potentially severe health impacts. The black powders were found to contain lead oxide which can result in renal failure. The prussian blue used in the blue powder has been associated with contact dermatitis, while the copper sulphate in the green has been documented to cause eye allergies, puffiness of the eyes, or temporary blindness.[12] A Natural Holi in Pune, an alternative to synthetic colors The colorant used in the dry colors, also called gulals, was found to be toxic, with heavy metals causing asthma, skin diseases and temporary blindness. Both of the commonly used bases—asbestos or silica—are associated with health issues.[12] They reported that the wet colors might lead to skin discolouration and dermatitis due to their use of color concentrate gentian violet. Malachite green - another synthetic bluish-green dye has been well documented to be responsible in Holi festival for many of the severe forms of eye irritation in Delhi.[13] Lack of control over the quality and content of these colors is a problem, as they are frequently sold by vendors who do not know their origin. The report galvanized a number of groups into promoting more natural celebrations of Holi. Development Alternatives, Delhi and Kalpavriksh,[14] Pune, The CLEAN India campaign[15] and Society for Child Development, through its Avacayam Cooperative Campaign [3] have both launched campaigns to help children learn to make their own colors for Holi from safer, natural ingredients. Meanwhile, some commercial companies such as the National Botanical Research Institute have begun to market "herbal" dyes, though these are substantially more expensive than the dangerous alternatives. However, it may be noted that many parts of rural India have always resorted to natural colours (and other parts of festivities more than colors) due to availability reasons. Environmental impact An alleged environmental issue related to the celebration of Holi is the traditional Holika Dahan bonfire, which is believed to contribute to deforestation. A local tabloid had a view published that 30,000 bonfires each burning approximately 100 kg of wood are lit in one season.[16] Several methods of preventing this consumption of wood have been proposed, including the replacement of wood with waste material or lighting of a single fire per community, rather than multiple smaller fires. However, the idea of lighting waste material antagonizes large sections of a certain community who take it as a Western attack to their cultures and traditions citing several examples of similar festivities elsewhere. There is also concern about the large scale wastage of water and water-pollution due to synthetic colors during Holi celebration. Influence on other cultures Color in Motion and Color Me Rad 5K color runs are starting to spread over the United States. They combine the bright colors of Holi with the intensity of a 5K race. Runners show up wearing white running outfits and every kilometer they run, they are doused in a different color. In the music video for their song "The Catalyst", American rock band Linkin Park incorporated scenes of band members throwing powdered color at one another. The videos director, band turntablist Joe Hahn, identifies Holi as a direct influence on the visual style of the video.[17] Hahn states that "The irony of making the video was that the inspiration for the colors came from the Color Festival in India called Holi." Mr Hahn further elaborates on the religious significance of the colors, "People collect these pigments throughout the year to release them in this festival as a celebration of life and tribute to Vishnu."[17] South African based Electro-Swing dance group Goodluck released a song "The Vision" wherein Holi is also seen as an influence. The holi festival was featured as a RoadBlock challenge in the popular CBS reality television show The Amazing Race 13, episode 7. The Ke$ha music video for the song "Take It Off" features powdered colored dyes similar to those used to celebrate Holi.[18] The music video for Regina Spektor's song "Fidelity" depicts a couple in an achromatic set throwing and playing in powdered pigments.[19] On May 31, 2007, the independent film Outsourced premiered at the Seattle International Film Festival. The plot of the film details the story of Todd Anderson, an American call center novelty products salesman (Josh Hamilton) as he heads to India to train his replacement after his entire department is outsourced to a new, much cheaper call center in Gharapuri, India. Todd soon discovers that in order to successfully train his new charges, he must first learn about the culture of the workers. A Holi celebration is the catalyst for this change in his attitude.[20] On September 18, 2009, in an episode of the USA_Network series Psych entitled "Bollywood Homicide," Holi is first depicted on an American network television. [21] The March 17th, 2011 episode of the NBC series based on the film of the same name, Outsourced, entitled "Todd's Holi War," takes a more sitcom-oriented approach to the holiday, marking Holi's second appearance on American network television. The music video "Behind the Cow," which appears to be set in India, by the band Scooter features a final scene with everyone throwing colored powder at one another. In the British TV show An Idiot Abroad, Episode #2 has host Karl Pilkington take a trip through Dehli, India where he experiences Holi as locals cover him with colored powder and paint.[22] Episode 4.6 of the TV show Psych, "Bollywood Homicide," climaxes at a color festival where Shawn is distracted by someone throwing red powder at him. Keith Olbermann shows clips from Holi festivals every year on the "Time Marches On" portion of his nightly Countdown news show. Sri Sri Radha Krishna Temple in Spanish Fork, Utah celebrates Holi and is known as Festival of Color where thousands of people gather from all over the country. The music video for the song "The City" by French DJ Madeon is centered around a full-out color war between two different factions of youngsters. In it, the powders are packed in plastic bags for a longer throw.[23] TO YOU
HEAR BEAUTIFUL SONGS.
MY NAME: LUIZA.
I LIVE IN CITY :GOIANAPOLIS-GOIAS-BRAZIL.
SEARCH NAMES OF MY BIOGRAFY TO SEE MY SITES IN GOOGLE.
GOOGLE SEARCH FOR:
LUIZA GOIANAPOLIS
LUIZA GOIANAPOLIS Imran Khan,
LUIZA GOIANAPOLIS Allu Arjun,
LUIZA GOIANAPOLIS SONU NIGAM ,
LUIZA GOIANAPOLIS MY BLOG,
GOIANÁPOLIS LUIZA CABELEIREIRA,
luizacabeleireira2009@hotmail.com,
LUIZA BOLLYWOOD,
LUIZA GOIANAPOLIS ENRIQUE IGLESIAS,
LUIZA GOIANAPOLIS ENRIQUE IGLESIAS MY BLOG,
LUIZA SANTOS GOIANAPOLIS,
LUIZA GOIANAPOLIS GIPPY GREWAL,
luizacabeleireira@yahoo.com,
BOLLYWOOD LUIZA,
LUIZA BRAZILIAN INDIAN,
MSN LUIZA GOIANAPOLIS,
LUIZA GOIANAPOLIS,
BOLLYWOOD GOIANAPOLIS LUIZA INDIA,
BOLLYWOOD GOIANAPOLIS,
GOIANAPOLIS LUIZA RAJESH RANJAN SINGH,
LUIZA INDIA GOIANAPOLIS,
GOIANAPOLIS BOLLYWOOD,
LUIZA GOIANAPOLIS RAJESH RANJAN SINGH,
LUIZA GOIANAPOLIS INDIA,
LUIZA GOIANAPOLIS SCRAPS,
LUIZA GOIANAPOLIS A.R Rahman,
LUIZA GOIANAPOLIS ATIF ASLAM ,
LUIZA GOIANAPOLIS KATRINA KAIF,
LUIZA GOIANAPOLIS SALMAN KHAN,
LUIZA GOIANAPOLIS Ranbir Kapoor,
LUIZA GOIANAPOLIS Shahrukh Khan,
LUIZA GOIANAPOLIS PRIYANKA CHOPRA,
LUIZA GOIANAPOLIS Shahid Kapoor,
LUIZA GOIANAPOLIS Aishwarya Rai,
LUIZA GOIANAPOLIS KAREENA KAPOOR,
LUIZA GOIANAPOLIS ABHISHEK BACHCHAN,
LUIZA GOIANAPOLIS AJAY DEVGAN,
LUIZA GOIANAPOLIS AAMIR KHAN,
LUIZA GOIANAPOLIS Hrithik Roshan ,
GOIANAPOLIS BOLLYWOOD AMAZON,
LUIZA GOIANAPOLIS Imran Khan,
LUIZA GOIANAPOLIS Himesh Reshammiya,
GOIANAPOLIS LUIZA Emraan Hashmi.
LUIZA GOIANAPOLIS ABDELMOULA.
LUIZA GOIANAPOLIS CHEB KHALED.
LUIZA GOIANAPOLIS Vijay Kaavalan.
LUIZA GOIANAPOLIS Gurpreet Brar.
LUIZA GOIANAPOLIS HARBHAJAN MANN.
LUIZA GOIANAPOLIS Vivek Oberoi -

Nenhum comentário:

Postar um comentário